GOVERNANÇA

A Tabocas acredita que uma empresa é construída pelas pessoas que nela trabalham, pelas relações entre elas e pelas suas interações com a sociedade. Da mesma forma, o  crescimento da empresa deve refletir não apenas a competência técnica e profissional dos seus colaboradores, mas também os seus valores morais e o seu compromisso com a ética! Com base nestas crenças, a Tabocas definiu e implementou uma estrutura de governança orientada, principalmente, para o crescimento sustentável e a condução ética dos negócios.

Como fonte de referência, aconselhamento e inspiração, com o intuito de reforçar e garantir o seu compromisso com a ética corporativa em todas as suas decisões estratégicas, a Tabocas constituiu uma estrutura de gestão composta pelo Conselho de Administração e pela Diretoria, cujos membros são executivos renomados, de sólida reputação profissional, ética e moral no mercado. Para assegurar este alinhamento estratégico de governança em todos os níveis da empresa, a Tabocas desenvolveu um Programa de Compliance que estabelece as práticas a serem adotadas como padrões de conduta, que servem tanto para orientação e conscientização dos colaboradores, como para o monitoramento e controle das operações, avaliando constantemente os riscos do negócio e promovendo um relacionamento ético, respeitoso e íntegro com todos os seus públicos. 

Estrutura de Gestão

A Tabocas possui uma estrutura de gestão, composta pelo Conselho de Administração e pela Diretoria, que associa o dinamismo requerido pela natureza da sua operação, com o direcionamento estratégico de atuação no mercado e o zêlo pela ética na condução dos negócios.

Atribuições

- Dirigir, aconselhar, orientar e supervisionar as operações da empresa, praticando todos os atos de sua competência, inerentes ao exercício da alta administração, nos termos do Estatuto Social;

- Zelar pelo alinhamento, aderência e comprometimento de todos os colaboradores para com a missão, a visão, os princípios e valores, as políticas e diretrizes da empresa, objetivando a sua excelência operacional e o crescimento sustentável;

- Zelar pela divulgação, conscientização e manutenção dos padrões de governança da empresa, em particular pela observância do seu Programa de Compliance, adotando as eventuais medidas corretivas e disciplinares, se necessário.

 Composição Conselho de Administração:

O Conselho de Administração da Tabocas, além dos sócios, é composto por 3(três) outros membros independentes:

 Djalma Bastos Morais | Presidente do Conselho

Engenheiro de Comunicações pelo Instituto Militar de Engenharia – IME. Durante sua carreira, ocupou posições de destaque em grandes corporações. Foi ainda Ministro de Estado das Comunicações de 1993/1994. Entre 1995 e 1999, assumiu a vice-presidência da Petrobrás Distribuidora S.A. e posteriormente assumiu a presidência da CEMIG até 2015.

 Newton José Leme Duarte | Conselheiro

Engenheiro Eletricista pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – USP. Durante sua carreira, ocupou posições de gestão em grandes instituições. Foi Gerente geral da General Eletric do Brasil Ltda. – GE Industrial Systems – Central e América do Sul – 2000/2002 e posteriormente assumiu a Diretoria Geral da Simens Ltda. – Energia Sector – Oil & Gás, Geração, Transmissão e Distribuição – Brasil – 2002/2010.

 Marcelo Araújo | Conselheiro

Bacharel em Administração de Empresas (1985), Ciências Contábeis (1988) e Direito (1994) pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Mestre em Direito Empresarial pela Faculdade Milton Campos (2002). Sócio Fundador da Araújo Fontes em 1990. Trabalhou como consultor na Área de Auditoria e Consultoria da Arthur Andersen (1985 – 1989) e como Diretor da Deloitte (2001 – 2002). Professor do Curso de Pós Graduação em Consultoria Tributária na Fundação Mineira de Educação e Cultura – FUMEC.

 Composição Diretoria:                 

Caio Barra | Sócio Fundador da Tabocas                         Flávio Resende | Sócio Fundador da Tabocas

                    Diretor Presidente                                                         Diretor Administrativo Financeiro

 

 

 

Compliance

O Programa de Compliance da Tabocas é reflexo da sua submissão voluntária e incondicional ao princípio de integridade e compromisso com a condução ética dos seus negócios. Resultado da experiência e do amadurecimento obtidos ao longo de sua trajetória, que consolidaram suas políticas e diretrizes internas, e, embasado no ordenamento jurídico brasileiro, na Declaração Universal dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) e nas principais convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Programa de Compliance tem o objetivo de capacitar, orientar e conscientizar toda a equipe Tabocas sobre os padrões de conduta que deles se espera, com vistas à execução de suas atividades de forma íntegra, ética e respeitosa com todos os seus públicos. 

 

O  Programa de Compliance da Tabocas é composto pelos seguintes documentos:


Código de Ética e Conduta +

É o instrumento que orienta a conduta ética da Tabocas na condução dos seus negócios. É aplicável a todos os conselheiros, diretores, colaboradores e terceiros que agem em nome da Tabocas. Este destaca a importância da absoluta conformidade com a legislação e orienta os colaboradores sobre proteção de dados, o uso e o zelo com os bens da empresa e sobre conflitos potenciais de interesse, assegurando o relacionamento justo e ético com clientes e fornecedores.

Para acessar nosso Código de Ética e Conduta, clique aqui.

Política Anticorrupção +

Seu objetivo é assegurar que todos na Tabocas observem os mais altos níveis de integridade e não se envolvam em quaisquer atividades corruptas. A política estabelece de forma clara que a Tabocas, bem como seus conselheiros, diretores e colaboradores podem ser responsabilizados quando, direta ou indiretamente, se envolverem em práticas corruptas, inclusive a realização de pagamentos de facilitação. Ademais, destaca-se desde já, que quaisquer descumprimentos destes procedimentos podem e devem ser reportados pelos Colaboradores por meio dos canais de denúncias anônimas.

Para acessar nossa Política Anticorrupção, clique aqui.

Política de Direitos Humanos +

A Política de Direitos Humanos baseia-se na Declaração Universal dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), a Convenção Internacional de Direitos Humanos, as principais convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT), e o Pacto Global das Nações Unidas. Esta inclui compromissos com a força de trabalho, comunidades locais e parceiros de negócios, e cobre questões de saúde e segurança, direitos trabalhistas e direitos das populações indígenas.

Para acessar nossa Política de Direitos Humanos, clique aqui.

Política Antifraude +

O combate à fraude é uma prioridade para a Tabocas, que adota uma política de tolerância zero com atos fraudulentos ou ilegais.

No caso de um desvio de comportamento, fraude financeira ou ato de corrupção, a Empresa solicita que o fato seja relatado ao superior imediato e, em segunda instância, à Diretoria. A política da Empresa protege autores de relatos de má conduta feitos de boa-fé e não permite represálias contra eles.

Para acessar nossa Política Antifraude, clique aqui.

Política de Fornecimento Responsável +

A Tabocas requer de seus fornecedores o cumprimento de padrões mínimos relacionados a saúde e segurança, direitos humanos, ética e meio ambiente. Assim, a Tabocas encoraja o trabalho conjunto com seus fornecedores para identificar e desenvolver melhorias contínuas para o desempenho de seu programa de fornecimento responsável.

Para acessar nosso Política de Fornecimento Responsável, clique aqui.

Política sobre Denúncia +

A Tabocas reconhece a importância do Canal de Denúncias para a eficiência e eficácia do seu Programa de Compliance. Dessa forma, para garantir a sua integridade e evitar que relatos sobre comportamentos inadequados deixem de ser realizados em vista do receio à uma exposição negativa e/ou represálias, o presente Canal de Denúncias foi desenvolvido com duas premissas: o compromisso de tratar a denúncia de forma reservada e confidencial e assegurar o anonimato e a proteção do denunciante.

Para fazer download da Política sobre Denúncias, clique aqui.

Setor Compliance:
Ouvidoria: (31) 3614-5917.
Denúncias: (31) 3614-5900

Sustentabilidade

Orientada conforme o princípio do crescimento sustentável, do amor ao ofício, ao próximo, à natureza e ao nosso País e o princípio da ordem, disciplina e segurança, a Tabocas se compromete com o respeito e zelo ao ambiente e às comunidades onde executa suas atividades ou instala seus canteiros de obra. 

Assumimos o compromisso de desenvolver nossos projetos garantindo a qualidade com o menor impacto possível ao ambiente, atuando com eficiência e eficácia na preservação dos recursos e insumos a ele agregados. Assim, a Tabocas define suas ações e meios construtivos conciliando a sua sustentabilidade com a necessidade das futuras gerações. 

Segurança e Meio Ambiente

A Tabocas mantém em todas as suas obras, especialistas de Segurança do Trabalho e Meio Ambiente devidamente qualificados. Sua atuação possui como principal objetivo colocar em prática o compromisso da empresa com o princípio do crescimento sustentável; do amor ao ofício, ao próximo, à natureza e ao nosso País e o princípio da ordem, disciplina e segurança, com atenção e cuidado diário à segurança dos nossos colaboradores na execução das suas atividades e à preservação do meio ambiente e dos seus recursos naturais. 

Responsabilidade Socioambiental

Doação e reaproveitamento de sucatas metálicas - 31 de janeiro de 2018

Os colaboradores da Tabocas, que estão exercendo suas atividades no empreendimento LT 230 kV (CS) SE Babilônia / SE Morro do Chapéu II, na cidade de América Dourada, estado da Bahia, com máxima qualidade e segurança, também se preocupam com a sociedade. Sendo assim, realizaram um gesto nobre para a Igreja Evangélica Assembleia de Deus da cidade. 

Doaram sucatas metálicas, aproximadamente 300 Kg de resíduos ferrosos, que serão reutilizados para a construção da sede da Igreja.
Para a Tabocas, esse gesto socioambiental e de preservação ao meio ambiente é essencial para o segmento que atua, além do desenvolvimento e melhoria contínua da gestão.


Recuperação de trecho na zona rural 06 de dezembro de 2017

A Tabocas se preocupa com a qualidade de vida dos moradores que vivem próximos as obras. Pensando nisso, a equipe do empreendimento LT 500 kV Araraquara 2 / Taubaté - Lote 1 - Trecho 1.3, realizou uma ação socioambiental, no qual, beneficiou os moradores vizinhos.

Essa ação se refere à recuperação e melhorias de um trecho de acesso municipal, na zona rural, divisa de municípios de Igaratá e Nazaré Paulista, em São Paulo, que se encontrava em condições precárias de tráfego, prejudicando o deslocamento dos moradores da região.

Isso ocorreu através do pedido feito pelo Sr. Paulo Ribeiro, morador da região, que solicitou melhorias na citada via. Analisado o pedido, a Tabocas imediatamente se mobilizou para realizar as melhorias necessárias, tais como: nivelamento e encascalhamento do trecho danificado, drenagem e desvios de água com instalação de canaletas de cimento.

Essa intervenção socioambiental contou com o apoio essencial da Prefeitura de Igaratá, por meio da parceria estabelecida com o Secretário de Infraestrutura, que disponibilizou dois caminhões de materiais.

A recuperação do trecho na zona rural foi finalizada com sucesso em apenas dois dias e o Sr. Paulo Ribeiro, manifestou sua inteira satisfação com os serviços realizados, elogiando a pronta resposta da Tabocas e a qualidade dos trabalhos.


Doação de resíduos recicláveis para confecção de artesanato - 1º de dezembro de 2017

O empreendimento LT 230 kV (CS) SE Babilônia / SE Morro do Chapéu II, que acontece no canteiro de América Dourada no estado da Bahia, realiza uma ação digna aos seus moradores da cidade que são vizinhos. 

Essa ação nada mais é do que doações de resíduos de materiais recicláveis, tais como papel, saco de cimento e madeira. Materiais que são aproveitados pela talentosa Senhora Jucileide Costa Lourenço, artesã que expõe seus artesanatos em um box cedido pela Prefeitura de América Dourada, no Mercado Municipal.

A artesã reaproveita dos resíduos gerados pelo empreendimento, para complementar sua renda e auxiliar no seu tratamento que faz em Salvador, capital baiana. Dona Jucileide confecciona vasos, carrinhos e frutas decorativas, produtos de muito gosto.

Uma história incrível de vida, de uma mulher digna e honesta, que nos inspira a lutar pela vida com suas próprias mãos. Isso é Tabocas acreditando nas pessoas.


Reaproveitamento de material na obra: utilização de pedras encontradas no meio ambiente  - 16 de novembro de 2017

Os colaboradores da LT 800 kV CC Xingu / Terminal Rio, que intercepta o estado do Pará e Tocantins, planejaram uma estratégia esperta para a construção de uma “passagem molhada” (local onde há presença de um córrego perene, no qual a equipe de colaboradores utilizam para transpor materiais).

Essa estratégia de utilização de pedras encontradas no meio ambiente, evita o uso de pedras compradas, oriundas de mineração da região, trazendo economia à empresa, além de trazer benefícios ao meio ambiente, pois, as pedras evitam que haja a interrupção do curso d’água na época de chuva.

São “pequenos” gestos como este, que fazem a diferença na vida das pessoas e ao meio ambiente. Portanto, solucionar problemas com recursos que já possui, pode ser uma ótima estratégia para o seu negócio.


Segregação de resíduos sólidos é destaque na obra da Bahia, a LT 500 kV Gilbués II – Gentio de Ouro II - 01 de novembro de 2017

Os colaboradores da Tabocas que atuam no empreendimento LT 500 kV Gilbués II – Gentio de Ouro II, se preocupam em promover ações sustentáveis na obra, de modo a contribuir positivamente com o meio ambiente, contando com o apoio da equipe de Meio Ambiente.

Uma das ações em destaque é a prática da Coleta Seletiva.  Todo resíduo gerado no canteiro de obra e frentes de serviço, é segregado e classificado de acordo com a NBR 10004. Após a segregação e classificação, esses materiais são armazenados temporariamente nas baias de resíduos, instaladas no canteiro de obras, aguardando destinação final, que devem respeitar as características de cada resíduo.

Além das baias, foram instaladas ao redor da oficina de manutenção e no lavador de veículos do pátio, canaletas com o objetivo de direcionar todo efluente às caixas S.A.O., responsáveis por separar a água do óleo. Todo óleo é posteriormente coletado e armazenado temporariamente em um container que fica localizado dentro de uma baia específica para resíduos contaminados, que possui dispositivos que impedem a contaminação do solo, como impermeabilização do local e diques de contenção.

O destino final desse processo de segregação de materiais é uma empresa especializada em descarte de resíduos contaminados. Já os resíduos recicláveis, são enviados para uma família que trabalha com a reciclagem. Essa família realiza parcerias com empresas em Irecê/BA e Brasília/DF, para a venda desses materiais reaproveitados.   

Esse conjunto de ações além de beneficiar ao meio ambiente e a sociedade, é também para amenizar o impacto desses materiais no meio ambiente e desse modo, evitar que os resíduos sejam despejados em local inadequado, podendo contaminar o solo e o lençol freático.


 Sustentabilidade nas obras: veja como acontece a reutilização de bobinas - 05 de outubro de 2017

A Tabocas constrói Linhas de Transmissão e Subestação, com máxima qualidade e segurança e também se preocupa com a sustentabilidade. Uma das ações sustentáveis promovidas pela empresa é o reaproveitamento de material, que além de evitar o desperdício, ainda é responsável por contribuir para o meio ambiente e para a sociedade.

Esse reaproveitamento de material nas obras acontece por meio da reutilização das bobinas dos cabos que são usados na etapa de Lançamento de Cabos das torres.

A LT 800 kV CC Xingu / Terminal Rio, obra que acontece no estado do Pará, realiza doação de bobinas e tampas para a Unidade Sesc Paraíso. Este material doado contribui para o processo de aprendizagem das crianças, na organização dos espaços pedagógicos dentro da sala de aula, no espaço externo e na área verde da escola.

Além dessa obra, a LT 800 kV CC Xingu / Estreito, no Pará, compartilha desse mesmo propósito. Uma parte das bobinas é reaproveitada pela Tabocas, para a produção de placas sinalizadoras e recuperação de apoio para pedestre nas ruas. Já a outra parte, é repassada para os fazendeiros e pessoas próximas da comunidade que aproveitam para criar móveis e objetos de decoração.

Assim, a sustentabilidade passa a ser algo mais do que importante para a empresa, no momento em que conseguimos impactar a vida das outras pessoas positivamente, promovendo o bem para o próximo.


Tabocas ajudou no transporte de três botos cor-de-rosa - 30 de agosto de 2016

No ano de 2016 a Tabocas foi procurada pela Secretaria de Meio Ambiente de Floresta do Araguaia/PA para apoiar a transferência de três botos cor-de-rosa que estavam no rio Mariao, este na época quase seco, para o rio Araguaia.

O deslocamento dos botos foi realizado com sucesso! A Tabocas disponibilizou um caminhão para a ação que envolveu o Ibama, Inpa, Museu Paraense Emílio Goeldi e a Secretaria de Meio Ambiente de Floresta do Araguaia/Pa.

Preservar a fauna do país é de extrema importância para a empresa e estamos satisfeitos em poder colaborar!

Parabéns aos colaboradores da LT 800 kV (CC) Xingu - Estreito, Trecho 3 - Canteiro de Obras 086 - Floresta do Araguaia-PA, fiscais da JMG Energia Ltda, Wolney de Castro Silva e Nezoilton Amorim Saraiva e o encarregado administrativo da Tabocas, Fábio da Cruz Santos que participaram deste momento. 


Translocação da Harpia Harpyja - 14 de março de 2016 

Em março de 2016, uma ilustre visitante fez o seu ninho em uma árvore ao lado de uma das torres construída pela Tabocas na LT 230 kV Jorge Teixeira / Lechuga. Era o ninho de uma Harpia Harpyja (Liannaeus,1758), a maior águia encontrada no Brasil, podendo atingir até 105 cm de comprimento. É uma espécie rara, que habita florestas primárias densas e florestas de galeria.

Após identificado o ninho, constatou-se que a Harpia havia feito uma desova no local. Assim, iniciou-se um complexo e detalhado estudo para a translocação do ninho, haja vista que este pode chegar até a 2 metros de diâmetro. Um total de 52 inquéritos foram realizados para acompanhar o desenvolvimento do filhote e, ainda, avaliar e verificar a necessidade do procedimento de translocação, comparando riscos e benefícios de abordagens de gestão alternativos.

O processo todo levou 10 meses para ser concluído e resultou na bem-sucedida translocação do ninho.